ANÁLISE ERGONÔMICA NO TRABALHO DE TAXISTAS

Autores

  • FÁBIO GALDINO
  • FILIPE DIAS BENTO
  • GIANCARLO ALMUDI
  • VERÔNICA DE FÁTIMA MACHADO SILVA
  • RODRIGO EDUARDO CATAI

Palavras-chave:

Análise Ergonômica do Trabalho, Taxista, Postura.

Resumo


Os taxistas no Brasil apresentam cargas horárias de trabalhos muito extensas e durante maior parte do tempo, permanecem em posições estáticas. Com base nessa afirmação pode-se dizer que estes profissionais estão muito propensos a problemas de saúde e dores musculares. Partindo destes problemas, este artigo tem como objetivo realizar uma análise ergonômica em motoristas de táxi, acompanhando seu dia a dia, na cidade de Curitiba. Para tanto foi elaborado e aplicado um questionário simples e objetivo, focado em ergonomia e na saúde como um todo bem como foi utilizado o Diagrama de Regiões Doloridas, para levantar as partes do corpo que os mesmos sentiam dores, para 30 taxistas que trabalhavam na região central da cidade. As entrevistas com estes profissionais foram feitas em seus respectivos ambientes de trabalho, durante suas "corridas". Os resultados apontaram dados preocupantes, como por exemplo que a maioria destes trabalhadores apresentam diariamente dores na coluna e nas pernas, altos índices de estresse, obesidade, entre outros problemas. Conclui-se desta forma que diante disso torna-se necessário a implantação de programas de orientações, realizadas por profissionais da saúde, visando à correção de posturas inadequadas e na melhoria das condições de saúde em geral destes trabalhadores durante a execução de suas atividades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Como Citar

GALDINO, F., BENTO, F. D., ALMUDI, G., SILVA, V. D. F. M., & CATAI, R. E. (2016). ANÁLISE ERGONÔMICA NO TRABALHO DE TAXISTAS. Fiep Bulletin - Online, 85(1). Recuperado de https://www.fiepbulletin.net/fiepbulletin/article/view/85.a1.104

Edição

Seção

TRABALHOS PUBLICADOS