DEMENCIA DE WERNICKE KORSAKOFF, USO E ABUSO DE SUBSTANCIAS: REPERCUSSÕES NEUROPSICOLÓGICAS E PSICOMOTORAS.

RACHEL SCHLINDWEIN ZANINI, GECIELY MUNARETTO FOGAÇA ALMEIDA, LARA COLOGNESE HELEGDA, KEILA CÓRDOVA FERNANDES

Resumo


O uso e abuso de substâncias químicas podem alterar diferentes funções cognitivas, emocionais e motoras do ser humano (como percepção, comportamento, motricidade, julgamento, atenção, memória), repercutindo social, econômica, biológica e psicologicamente na vida do usuário e sua família. A dependência química é um problema de saúde pública e necessita de políticas de promoção de saúde. OBJETIVO: Investigar aspectos neuropsicológicos e psicomotores de indivíduo com diagnóstico de Síndrome de Wernicke-Korsakoff e histórico de uso e abuso de substancias (álcool, cocaína e crack).METODOLOGIA: Pesquisa descritiva, do tipo estudo de caso clínico sobre a Síndrome de Wernicke – Korsakoff, uso e abuso de substancias. CONCLUSÃO: A Demência de Wernicke Korsakoff afeta o Sistema Nervoso Central e periférico, apresentando sintomas como prejuízo em memória e aprendizagem, confusão mental, oftalmoplegia, ataxia e distúrbios mentais, além de lesões em estruturas cerebrais, sendo mais freqüente em etilistas crônicos (especialmente com níveis de tiamina baixos), necessitando de tratamento com abordagem multidisciplinar direcionado ao paciente e sua família.

Palavras-chave


Neuropsicologia; Psicomotricidade; Síndrome de Wernicke-Korsakoff.



Texto completo: PDF


Facebook Twitter LinkedIn

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

FIEP BULLETIN.

ISSN-0256-6419 – Impresso

ISSN 2412-2688 - Eletrônico

Fédération Internationale d’Education Physique - FIEP
fiepbulletin.net © 2007 - 2015.