APLICAÇÃO DE UM PROGRAMA DE EXERCÍCIOS DE PILATES EM SOLO EM PARKINSONIANOS

CASSIO HARTMANN, MARIANE DUARTE NEVES, MAYRA MELO ROLIM, ARNALDO TENÓRIO DA CUNHA JÚNIOR, LUÍS CARLOS BARBOSA, JOÃO CARLOS LOPES BEZERRA

Resumo



A Doença de Parkinson (DP) é uma doença neurodegenerativa que compromete a substância negra, afetando a produção do neurotransmissor dopamina, prejudicando a modulação do movimento. A patologia é caracterizada por bradicinesia, hipocinesia, rigidez, tremor de repouso, instabilidade postural e em alguns casos afeta cognição. A prevalência é maior em pessoas idosas e do sexo masculino. O presente estudo mostra as alterações funcionais da DP e discute sobre o método Pilates, pretendendo analisar os efeitos desse método em solo na flexibilidade, qualidade de vida, força e equilíbrio de parkinsonianos. O estudo foi composto por 7 indivíduos portadores de DP, os quais foram submetidos a uma avaliação antes e após a aplicação de um programa de exercícios do método Pilates em solo. Os questionários aplicados foram: MEEM, Estágios Modificados de Hoehn e Yahr e PDQ-39. Os testes aplicados foram: TUG, tempo de giro de 360°, sentar e alcançar, flexão de cotovelo em 30 segundos, levantar de uma cadeira em 30 segundos e apoio unipodal. O estudo mostrou-se bastante eficaz na aplicação do método Pilates em parkinsonianos, obtendo resultados estatísticos significativos quanto a força e flexibilidade, além dos benefícios quanto ao equilíbrio e a qualidade de vida.

Palavras-chave


Doença de Parkinson; Exercício; Flexibilidade; Força.



Texto completo: PDF


Facebook Twitter LinkedIn

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

FIEP BULLETIN.

ISSN-0256-6419 – Impresso

ISSN 2412-2688 - Eletrônico

Fédération Internationale d’Education Physique - FIEP
fiepbulletin.net © 2007 - 2015.