A POSSE DO CORPO: CONSCIÊNCIA E CORPO ATIVO

Autores

  • ANTONIO RICARDO CATUNDA DE OLIVEIRA

Palavras-chave:

corpo ativo, Consciência, motricidade humana

Resumo

Este artigo versa sobre as relações históricas que se estabeleceram entre corpo e poder. Nessas relações observamos que em um dado momento perdemos a posse de nosso corpo e que esse passa a ser alvo predileto de dominação e perca de identidade. Essas características afastam o humano de uma consciência de seu corpo, que se faria  possível pelo conhecimento de sua corporeidade como modo de ser e estar, onde o homem se apresenta no mundo através de um corpo que se movimenta em busca de transcender no setido de ser mais. Essa busca cria a perspectiva e necessidade do surgimento do corpo ativo. Aqui discutimos o corpo ativo não no sentido do rendimento, da eficácia e da estética, mais o corpo ativo pela consciência e necessidade da motricidade humana que é própria do corpo em ato. Indagamos e refletimos sobre os corpos que foram sendo criados em confomidade com os interesses que permearam as sociedades ao longo da história. Chegamos às exigências dos modelos atuais, que convidam a todos a uma padronização, esquecendo a subjetividade do indivíduo e cria-se  uma falsa imagem corporal, que em muito contribui para que não se procure realizar a descoberta de dentro para fora e sim que permaneçamos na superficialidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Como Citar

OLIVEIRA, A. R. C. D. (2014). A POSSE DO CORPO: CONSCIÊNCIA E CORPO ATIVO. Fiep Bulletin - Online, 77(2). Recuperado de https://www.fiepbulletin.net/fiepbulletin/article/view/4301

Edição

Seção

TRABALHOS PUBLICADOS