ASSOCIAÇÃO ENTRE FATORES DE RISCO CARDIOVASCULAR E ESTADO NUTRICIONAL EM ESCOLARES DE SANTA CRUZ DO SUL, RS, BRASIL

Autores

  • MIRIAM BEATRIZ RECKZIEGEL
  • SILVIA ISABEL RECH FRANKE
  • DANIEL PRÁ
  • MIRIA SUZANA BURGOS

Palavras-chave:

crianças e adolescentes, risco cardiovascular, antropometria

Resumo

A transição nutricional tem aumentado a prevalência de sobrepeso globalmente, aumentando o risco de doenças crônicas não-transmissíveis (DCNT), incluindo câncer e doenças cardiovasculares (DCV). Fatores de risco como alto nível de pressão arterial (PA), triglicerídeos (Tg) e colesterol total (CT) podem ser influenciados pelo estado nutricional. Este trabalho objetiva: 1) caracterizar a população escolar de Santa Cruz do Sul, RS, Brasil segundo o índice de massa corporal (IMC) e o percentual de gordura corporal (PGC); 2) avaliar os níveis de PA, Tg e CT na mesma população; e 3) buscar associação entre as variáveis avaliadas para relacionar os fatores de risco cardiovascular com o estado nutricional. Uma amostra de 578 escolares (42,2% masculino e 57,8% feminino) com idades entre 8 e 18 anos foram utilizados neste estudo. Os resultados indicam alta incidência de sobrepeso (incluindo obesidade) pelo PGC (21,3% no sexo masculino e 24,9% no sexo feminino) e IMC (25,4% no sexo masculino e 27% no sexo feminino); incidência moderada de hipertensão (2,5% no sexo masculino e 3,3% no sexo feminino); alta incidência de hipertrigliceridemia (20,5% no sexo masculino e 33,8% no sexo feminino); e incidência moderada de hipercolesterolemia (10,7% no sexo masculino e 11,4% no sexo feminino). Os dados apontam uma associação significativa entre PA, Tg e IMC e PGC tanto para o sexo masculino quanto para o feminino, bem como uma associação entre o CT e PGC apenas para o sexo masculino. As altas incidências de sobrepeso e hipertrigliceridemia são comparáveis àquelas encontradas em áreas urbanas do Brasil e dos EUA; apesar de Santa Cruz do Sul ser uma cidade do interior com disponibilidade de alimentos saudáveis e áreas de recreação. Os indivíduos deste estudo precisam ser atentamente monitorados com vistas à redução do risco de DCV e outras DCNT.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Como Citar

RECKZIEGEL, M. B., FRANKE, S. I. R., PRÁ, D., & BURGOS, M. S. (2014). ASSOCIAÇÃO ENTRE FATORES DE RISCO CARDIOVASCULAR E ESTADO NUTRICIONAL EM ESCOLARES DE SANTA CRUZ DO SUL, RS, BRASIL. Fiep Bulletin - Online, 77(1). Recuperado de https://www.fiepbulletin.net/fiepbulletin/article/view/4049

Edição

Seção

TRABALHOS PUBLICADOS