INFLUÊNCIA DO MÉTODO PILATES NO TRATAMENTO E NA QUALIDADE DE VIDA DE MULHERES COM INCONTINÊNCIA URINÁRIA

SIMONE SUELEN STELTER, JULIANA CRISTINA FRARE

Resumo


O objetivo deste estudo foi verificar a influência do Método Pilates Solo no tratamento e na QV de mulheres com IU.  A amostra foi composta por 6 mulheres com média de idade de 61,3 anos (DP ± 10,46). Foram avaliadas quanto a QV através do questionário do ICIQ-SF e a força muscular do períneo através do exame físico com perineômetro antes e após o tratamento fisioterapêutico. O tratamento consistiu de 16 sessões de exercícios baseados no Método Pilates Solo, realizado 2 vezes por semana, com duração de 1 hora cada. Observou-se que o Método Pilates solo influenciou de maneira positiva tanto a QV quanto a força dos músculos do assoalho pélvico das pacientes, reduzindo o número de trocas e o uso de protetores de calcinha, reduzindo a quantidade, as situações e a frequência das perdas urinárias e melhorando o impacto que a IU traz na QV das pacientes.  Conclui-se que o Método Pilates pode ser utilizado como técnica fisioterapêutica para o fortalecimento da musculatura perineal e conscientização dessa musculatura, melhorando a sua função e consequentemente melhorando a QV de mulheres com IU.

Palavras-chave


Incontinência Urinária; Método Pilates; Qualidade de Vida



Texto completo: PDF


Facebook Twitter LinkedIn

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

FIEP BULLETIN.

ISSN-0256-6419 – Impresso

ISSN 2412-2688 - Eletrônico

Fédération Internationale d’Education Physique - FIEP
fiepbulletin.net © 2007 - 2015.