OBESIDADE E APTIDÃO FÍSICA RELACIONADA À SAÚDE: UM ESTUDO COM ESCOLARES DE SANTA CRUZ DO SUL – RS

Mauro José Ferreira Junior, Cézane Priscila Reuter, Francielle Pasqualotti Meinhardt, Valeriano Antonio Corbellini, Miria Suzana Burgos

Resumo


O presente estudo tem como objetivo verificar a existência de relação entre obesidade e indicadores de aptidão física relacionada à saúde de escolares do município de Santa Cruz do Sul. O estudo transversal, de caráter descritivo exploratório, envolveu 98 escolares, sendo 51 do sexo masculino e 47 do sexo feminino, tendo como instrumento de coleta para composição corporal o IMC e, para avaliar aptidão física relacionada à saúde, os testes de flexibilidade, força/resistência abdominal e o teste cardiorrespiratório. Para a análise dos dados, foi utilizado o programa SPSS v. 18.0, através do teste t de Student e correleção de Pearson. Os resultados desta pesquisa indicam que, embora não tenha sido encontrada correlação entre IMC e aptidão física relacionada à saúde, as médias para os testes de VO2max e abdominal foram superiores para o grupo de não obesos. Sendo assim, concluímos que os escolares obesos apresentaram desempenho inferior nos testes de aptidão física relacionada à saúde, em comparação aos não obesos.

Palavras-chave


obesidade; aptidão física; criança; adolescente



Texto completo: PDF


Facebook Twitter LinkedIn

FIEP BULLETIN. ISSN-0256-6419
Fédération Internationale d’Education Physique - FIEP
fiepbulletin.net © 2007 - 2014.