MULHERES PROFISSIONAIS DO SEXO: CONDIÇÕES DE SAÚDE EM UM MUNICÍPIO DO NOROESTE DO PARANÁ, BRASIL.

Cátia Millene Dell’Agnolo, Leda Maria Belentani, Ana Perla Sichieri Silva, Maria Dalva de Barros Carvalho, Sandra Marisa Pelloso

Resumo


Este artigo descritivo, exploratório objetivou descrever o perfil sociodemográfico de mulheres profissionais do sexo associadas à Organização Não-Governamental de um município do Noroeste do Paraná e analisar variáveis profissionais, ginecológicas e obstétricas. Foram entrevistadas 18 mulheres profissionais do sexo, maiores de 18 anos; a idade média foi de 38 anos; a maioria apresentou idade precoce de início da atividade sexual e da profissão relacionada a questões financeiras e desemprego; baixa escolaridade; raça branca; sem companheiro; usam preservativo no trabalho, porém não utilizam com o companheiro; abortamento foi relatado por 33,4% das mulheres; em um caso foi encontrado Neoplasia intra-epitelial grau I; Este trabalho permitiu compreender o contexto social a que estas mulheres estão inseridas e identificar problemas relacionados à profissão.

Palavras-chave


prostituição; doenças sexualmente transmissíveis; saúde da mulher.



Texto completo: PDF


Facebook Twitter LinkedIn

FIEP BULLETIN. ISSN-0256-6419
Fédération Internationale d’Education Physique - FIEP
fiepbulletin.net © 2007 - 2014.