IMPORTÂNCIA DA SUPERFÍCIE DE APOIO E INFORMAÇÃO VISUAL NO EQUILÍBRIO POSTURAL DE PORTADORES DE SEQUELAS DE HANSENÍASE

Amanda Zagui Mendes, Carlos Eduardo de Albuquerque, Daniele Concicovski, Celeide Pinto Aguiar Peres

Resumo


Introdução: A hanseníase é uma doença infecto-contagiosa crônica sendo considerada neurológica por afetar o sistema nervoso periférico e dermatológica da pele e mucosa. A correlação entre alteração da sensibilidade cutânea plantar e distúrbio do equilíbrio ocorre pela integração da propriocepção e das informações sensoriais. Objetivo: O objetivo deste estudo foi analisar o controle postural de sujeitos com sequelas de hanseníase, através da plataforma de força, e comparar com sujeitos saudáveis. Métodos: A amostra será composta por 30 pacientes sendo subdivididos em dois grupos, Grupo Controle (GC) e Grupo Hansen (GH). Os dados de área de oscilação corporal foram obtidos através de uma plataforma de força nas condições olhos abertos e fechados, e em superfície estável e instável. Resultados: As condições olhos abertos e fechados afetam da mesma forma os grupos avaliados. As diferentes superfícies de apoio afetam o grupo de pacientes com seqüelas de hanseníase apenas na condição de olhos abertos. Conclusão: Os indivíduos com seqüelas de hanseníase não foram sensíveis às diferentes condições visuais, mas as variações na superfície de apoio mostram diferenças na habilidade de manter a estabilidade apenas na condição olhos abertos.

Palavras-chave


Hanseníase; Equilíbrio Postural; Propriocepção.



Texto completo: PDF


Facebook Twitter LinkedIn

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

FIEP BULLETIN.

ISSN-0256-6419 – Impresso

ISSN 2412-2688 - Eletrônico

Fédération Internationale d’Education Physique - FIEP
fiepbulletin.net © 2007 - 2015.